possível

Eu penso em você

Pulando poças d’água

Escorregando na lama

Há cerca de mil anos

Acho que nos amamos

E era só um olhar pro outro

Pra tudo saber

 

Desenhar azuis era um hobbie

Fazer amor –  uma forma a mais

De abrir portas e viajar no espaço

 

Lembro das palavras absurdas

Do abraço encantado

Dos seus passos no escuro

Do sono tranquilo

Se permanecias comigo

A noite inteira

 

Do que falávamos ?

Nem sei, nossa relação tinha cheiro

Tinha melodia e letra

Quantas vezes fomos ao céu

Um do outro e mais além ?

 

Agora acordo nessa cama

Larga e vazia

Não é bom, nem fácil

Mas sei que amar é um mistério

possível