grão

dsc_0176-copy

.

asilar-se

por alguns sóis

na força do deserto

na sombra pouca

do valor raro

do vaso etrusco

assombrar-se

na vastidão do céu

sem luzes ou cidades

dias sem lua

deixar-se tomar

pela imensa estranha

sensação de ser

um ínfimo grão

e ainda assim

ser tudo

assim assim

jardim-foto

.

não há bússola que não nos perca

                                                 ou relógio que vez ou outra

           não puxe o tempo pra trás

e nos sopre em outra direção

depois da chuva

tumblr_mwwauxA6FZ1qdnbr8o1_500 em-dissoluvel

(tumblr_mwwauxA6FZ1qdnbr801_500 em-dissoluvel.jpg)

.

o sol volta a brilhar

crianças brincam na praça

pássaros se banham nas poças

o verde fica mais verde

e temos mais um motivo

pra sorrir

presentepassado

foto antiga

.

folheio álbuns fotos cartões postais

catalogando:

guardar queimar esconder

e um monte fica sobrando

para um outro olhar

.

invento histórias

para os coadjuvantes

interrogo aqueles que reconheço

e me detenho especialmente

naquela que fui

.

pergunto sem meias palavras

o que dela em mim permanece

enquanto avalio disfarçadamente

o que dela perdi na poeira do tempo

somo divido multiplico

tudo é contundente e inconcluso

.

e no silêncio da noite

volto as fotos preservadas em segredo

caminho por aquele passado

do qual não posso me desfazer

nem decifrar