voltando

não lembro de quando parti
e se tento voltar
é pra rever estrelas
no mesmo céu da infância
conferir latitudes
constelações
e tentar resgatar
amigos e sonhos
que se perderam em mim

partimos

uma hora antes da hora
pés arrastando a vida
e alguma história
.
chão feito de rochas
mapa em branco
e nenhuma vara de condão
.
na bagagem
pouco mais que nada
além das asas partidas

artifícios

Um dia você vai perceber

que tudo o que somos é mero artifício

Imagem de miragem por trás de tanta sede

Sombra escura no fundo do espelho

Onde se olha e não se apaixona mais

Onde busca e não encontra conforto algum

Um dia desses o álcool não fará efeito

Nem toda droga dará alívio

Para a hora que não passa

E ao longe o farol aponta o vazio

O sol que se desmancha pó

E o instante perdido de um sonho

Sempre distante e no mesmo lugar.