caminhos de ferro (vania)

Até onde vai a dor ?

Até onde chega o medo ?

E quando chega vem sozinho

Ou traz consigo o terror ?

Até onde vai o cisne

Se o lago é circular e sem saída ?

Até onde voce iria por uma causa,

uma certeza, um amor ?

Para que tantas interrogacões

Se a dúvida é a mola que nos move

Se a noite é o berço do verso

E os dias quase sempre um tédio ?

Onde fica tudo isto

quando tudo acaba ?

No vagão do ontem

Ou na estação do amanhã ?

Um comentário sobre “caminhos de ferro (vania)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s