caminhos rotos 2

Caminhos rotos 2

 

Fazia tempo nao andava descalça

Os pés firmes no chão

E o planeta girando no seu tempo

Preciso e seguro, quase eterno

Senti a umidade da terra

E a vida que pulsava

Deitei-me no chão e chorei

Fazia tempo, também,

Que desaprendera a chorar

Tive medo, confesso,

Que tanta luz, ar puro e silêncio

Me enveredassem por escombros do passado

Mas a natureza me convidava

De braços abertos

Dormi e sonhei

com vocè que nao quero mais

com alguém que ainda espero

comigo, sentada na soleira da estrada

O dia se foi

a noite me trouxe de volta

Nem mais nem menos

outra

One Reply to “caminhos rotos 2”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: