distraindo a noite

Distraindo a noite

antes que eu me pegue pensando em você

ou acabe a noite jogando paciência impaciente no computador

ponho um belo par de brincos e saio

talvez você me veja do seu firmamento

se lembre de mim nos melhores momentos

não sei, sei que saio de casa pra distrair a noite

caminhar um pouco, encontrar amigos

falar coisas tolas, leves, quem sabe arriscar de novo

pego uma barca e atravesso meu próprio silêncio

queria não ter de ouvir de mim mesma

que acabei perdendo a chance

a hora não é mais essa

agora estão todos com pressa

nem um poema, ainda que breve

cabe nessa confusão

olho sem ver a cidade adormecer

as luzes inventam finos traços no meu horizonte

os sons chegam misturando palavras e ruídos

afio os ouvidos e tento captar

uma história possível de ser escrita

uma confissão capaz de mudar a história

uma declaração de amor

mas só ouço funk e um pigarro ou outro

aqui e lá, luzes difusas

nessa noite inacabada

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s