noite1

escureceu

adivinho o céu

ouço os multifacetados

acordes do silêncio

respiro o cheiro de mato

alinhavo o dia

me aquieto

aos poucos me transmuto

bicho quieto e manso

que ora sou

ora me consome

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s